Cadastra-se para receber notícias
Caso Parmalat

30/01/2004 12:00

Tamanho da fonte

Para acompanhar a crise da multinacional Parmalat no Estado e suas conseqüências sobre a cadeia do leite e a economia gaúcha, o deputado estadual Elvino Bohn Gass (PT) defende a criação de uma Comissão de Representação Externa na Assembléia Legislativa, com os mesmos objetivos da que foi instalada na Câmara Federal. O petista entende que a urgência do caso Parmalat requer uma ação mais específica. "No caso da Parmalat, precisamos de uma ação mais efetiva e rápida, antes que a situação se agrave ainda mais, detalha o parlamentar, que se refere ao pedido de concordata da multinacional no Brasil, no último dia 28.

A Comissão de Representação Externa da Assembléia, atuaria em cooperação com dois poderes federais - Executivo e Legislativo - , informa Bohn Gass, e teria como um de seus compromissos o de ser um canal com a sociedade, como por exemplo, o Movimento em Desfesa dos Trabalhadores e Produtores da Parmalat composto por sindicatos e movimentos populares. Colaboraríamos com o trabalho dos colegas da Câmara Federal, apresentando alternativas para a solução do problema a partir do diálogo com os setores envolvidos, completa o petista, que obteve o apoio do deputado Vilson Covatti, presidente da CPI do Leite em 2002.

A proposta de Bohn Gass deverá ser protocolada na Assembléia gaúcha no próximo dia 16 de fevereiro, data em que recomeçam os trabalhos no Legislativo. Esperamos que os partidos se sensibilizem para que a Comissão seja aprovada com urgência, finaliza.

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter