Cadastra-se para receber notícias
Crise da Parmalat

18/02/2004 12:00

Tamanho da fonte

O deputado Elvino Bohn Gass (PT) obteve concordância unânime do Parlamento gaúcho para a criação de uma Comissão de Representação Externa da Assembléia Legislativa que vai acompanhar as negociações com vistas ao aproveitamento da planta da Parmalat na cidade de Carazinho. "O objetivo número um, com o qual os governos federal e estadual concordam, é que a unidade de Carazinho permaneça em funcionamento e seja administrada por cooperativas do Estado. Vamos trabalhar com este norte," diz Bohn Gass. O parlamentar acredita que a aprovação em Plenário aconteça na próxima quarta-feira de Cinzas e que antes do final do mês já tenham sido designados os cinco deputados que integrarão a Comissão.

Bohn Gass diz que os deputados gaúchos deverão manter encontros com o interventor da Parmalat, com o juiz que determinou a intervenção, com as empresas interessadas em assumir a planta de Carazinho, com a Comissão Especial da Câmara dos Deputados que trata deste tema e com o Grupo de Trabalho formado na última terça-feira e que inclui representantes das cooperativas gaúchas e dos governos federal e estadual.

"Se, como diz o ditado, é na queda que o rio produz energia, vamos aproveitar este momento para reavaliar o modelo concentrador que está instalado no setor leiteiro do país. Não fosse esta concentração exagerada, o fechamento de apenas uma empresa não geraria tamanha instabilidade," afirma Bohn Gass ressaltando a importância vital que o leite tem para a agricultura familiar. "Leite é alimento e renda para os pequenos produtores", diz ele.

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter