Cadastra-se para receber notícias
Agricultura

21/10/2004 12:00

Tamanho da fonte

O deputado estadual Elvino Bohn Gass (PT) espera que Rigotto cumpra o prazo máximo de 15 dias acordado com produtores para decidir os rumos do Programa Terra Gaúcha, inanciamento destinado à aquisição de áreas na Metade Sul do Estado. Os agricultores precisam desta definição, reforçou. O compromisso de definir os rumos do programa até o início do mês de novembro foi firmado pelos secretários da Habitação e de Reforma Agrária, Alceu Moreira e Vulmar Leite, respectivamente, durante audiência na Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo da Assembléia Legislativa, realizada nesta quinta-feira (21).

O encontro, proposto por Bohn Gass, objetivou trazer ao Legislativo os responsáveis pelo Terra Gaúcha para fazerem os devidos esclarecimentos aos agricultores envolvidos com o programa no Estado. A preocupação do petista se deve ao fato de que, em setembro de 2003, Rigotto assinou, em solenidade realizada em Ibirubá, um protocolo de intenções para projetos de repasse de recursos de crédito fundiário destinados à aquisição de terras para assentamento de agricultores e seus filhos. Naquela ocasião, estiveram presentes o então presidente da Assembléia Vilson Covatti (PP) e deputados da base governista. Confiando na pessoa do governador e dos deputados, muitos produtores anteciparam investimentos para participar do Terra Gaúcha. Agora, temem grandes prejuízos, alertou.

Após os 15 dias, Bohn Gass espera que Rigotto tenha decidido se dará continuidade ao programa. Tivemos o compromisso de dois secretários de Estado de que, neste prazo, os nossos produtores terão uma resposta. Pela credibilidade deste Governo, esperamos que seja a efetivação do Terra Gaúcha, concluiu.

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter