Cadastra-se para receber notícias
Estiagem II

11/03/2005 12:00

Tamanho da fonte

O anúncio do Governo Lula, de liberação de R$ 408 milhões para os atingidos pela seca no Rio Grande do Sul, sendo R$ 300 milhões já para 2005 e ainda a antecipação dos créditos do Pronaf para a safra de inverno, somando R$ 800 milhões, foi considerado pelo presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo da Assembléia Legislativa, deputado Elvino Bohn "uma prova concreta de que o Governo Lula, ao contrário do governo Rigotto, buscou no seu orçamento, todos os recursos possíveis para amenizar os prejuízos causados pela tragédia da seca no Estado."

Bohn Gass ressalta também a criação de um fundo em parceria com os governos estaduais para 100 mil agricultores de baixa renda que não tiveram acesso ao crédito. Na prática, significa que para cada real aplicado pelo governo do Estado, o Governo Lula completará com outro real. "Penso que o governador Rigotto, que hoje pela manhã reconheceu a insuficiência das suas medidas anunciadas na semana passada, tem a grande oportunidade de se redimir junto aos agricultores," comenta o presidente da Comissão.

João Manoel de Oliveira - joaooliveira@al.rs.gov.br

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter