Cadastra-se para receber notícias
Estrela

13/12/2005 12:00

Tamanho da fonte

A Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) irá prorrogar por mais três anos o contrato que mantém com a Companhia Estadual de Silos e Armazéns (Cesa) para administração dos armazéns do município de Estrela. A estatal federal, com sede em São Paulo, deverá ainda viabilizar a renegociação da dívida da Cesa, que é de cerca de R$ 678 mil. Estas foram as conclusões da audiência pública que a Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo do Legislativo realizou naquele município, no início da tarde desta segunda-feira (12/12). A decisões atendem à manifestação de prefeituras, sindicatos, vereadores, cooperativas e entidades que consideram importante a manutenção do serviço público prestado pela empresa gaúcha.

Segundo o presidente da Comissão, deputado estadual Elvino Bohn Gass (PT), o Sindicato dos Auxiliares de Administração de Armazéns Gerais do Estado do RS - Sagers - havia informado sobre a existência de um documento oficial da Codesp solicitando à Cesa a retomada do controle dos armazéns de Estrela que, supostamente, seria passado à iniciativa privada. O representante da Codesp, Sr. Homero Molina, admitiu a existência do documento, mas o considerou um equívoco e dispôs-se a redigir uma notificação formal de prorrogação do contrato com a Cesa, contou o parlamentar. A polêmica se deu porque, naqueles armazéns, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) desenvolve o Programa de Venda de Milho a Balcão, que permite a compra direta pelos pequenos agricultores locais de milho em quantidades e preços acessíveis. A manutenção do domínio público sobre os armazéns e a continuidade do programa federal foram defendidas com unanimidade por prefeitos e entidades presentes à reunião. São muitos os produtores beneficiados pelo programa de Milho a Balcão. E a notícia da permanência deste representa um grande alívio para estas comunidades, concluiu o petista.

A Procuradoria Geral do Estado (PGE) deverá formalizar os encaminhamentos acordados na audiência desta tarde até a próxima sexta-feira (16/12).

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter