Cadastra-se para receber notícias
Frente

15/05/2007 12:00

Tamanho da fonte

Na mesma Assembléia Legislativa onde há 10 anos foi selada a privatização da CRT e da CEEE, deputados de sete dos nove partidos com cadeiras no parlamento gaúcho lançaram, nesta terça-feira (15), a Frente Parlamentar em Defesa do Banrisul Público. Integrante da frente, o deputado Elvino Bohn Gass (PT) diz que o governo Yeda nega o desejo de privatizar, mas não pode negar a privação dos serviços para os gaúchos. Segundo Bohn Gass, ao abrir suas ações para a iniciativa privada, o Banrisul abre também a possibilidade de que os compradores influenciem nas políticas de desenvolvimento da instituição. Ora, quem compra ações de um banco não é o público que precisa de fomento deste mesmo banco, ou seja, estamos sim, privando o povo gaúcho de ter no Banrisul um instrumento de fomento de políticas para os mais necessitados. O deputado dá um exemplo: Duvido que algum agricultor familiar tenha dinheiro para comprar ações, mas a agricultura familiar é um dos setores que podem ser benficiados com políticas deste mesmo banco.

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter