Cadastra-se para receber notícias
Segurança Pública

12/11/2007 12:00

Tamanho da fonte

O filme Tropa de Elite, dirigido pelo cineasta José Padilha, desencadeou um grande debate nacional sobre o problema da violência no país. Milhões de pessoas já assistiram ao filme, que se tornou um assunto permanente nas mais diferentes rodas de conversa. Para falar sobre filme e, principalmente, sobre o debate que ele provocou, Miguel Rossetto (ex-vice-governador do Rio Grande do Sul) e Marcos Rolim (consultor em direitos humanos e segurança pública) estarão reunidos no dia 16 de novembro, a partir das 19 horas, na Palavraria Livraria-Café (Vasco da Gama, 165, Bom Fim). Intitulado Além da tropa de elite, o debate entre Rossetto e Rolim pretende abordar as diferentes leituras que o filme vem provocando e o seu significado para um debate mais amplo sobre os rumos das políticas de segurança pública nas cidades brasileiras. A entrada é livre. Maiores informações pelo telefone (51) 3228.0918.

Greve e morte - A Polícia Civil está em greve no Estado porque o governo tucano não oferece as mínimas condições de trabalho. Falta tudo: pessoal, equipamento e principalmente salário. O mais grave é que sem condições, os policiais não conseguem desempenhar a contento seu papel. Só neste final de semana (e não é por causa da greve porque isso já vem acontecendo há um bom tempo), o Estado registrou mais duas dezenas de assassinatos. E a governadora Yeda continua fingindo que as coisas vão bem. Aliás, Yeda só fala da crise financeira. Ora, foi eleita para governar, prometeu um choque de gestão e o que se tem visto é isso, serviço público paralisado, máquinas estatal sucateada e agora, roubo (40 milhões de reais só no Detran). Pobre Rio Grande...

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter