Cadastra-se para receber notícias
Governo Yeda

20/11/2007 12:00

Tamanho da fonte

Dias atrás, foi a Polícia Civil que parou por dois dias. Ontem, na data em que completava 170 anos, a Brigada Militar comemorou constrangida o aniversário porque as associações de soldados a coronéis fizeram uma operação-padrão por melhores condições de trabalho. Enquanto isso, o número de homicídios explode, oficiais são flagrados em fraudes e a governadora Yeda segue calada.

Muito mais - Mas não é só isso o que torna o Rio Grande um dos estados mais inseguros do Brasil. Há outros fatos importantes. Confira:

- o secretário Enio Bacci é exonerado e sai atirando em todo o governo, acusando irregularidades no Detran. O governo Yeda não faz nada e, meses depois, a Polícia Federal estoura uma quadrilha que desfalcou o órgão em, no mínimo, R$40 milhões

- servidores concursados da segurança pública só conseguiram ser contratados após realizarem acampamento na praça da Matriz defronte ao Piratini

- Yeda previu, no orçamento deste ano, R$ 93 milhões para serem gastos em investimentos de segurança; só que deste total, até o mês de outubro, a governadora só havia gasto R$ 3,2 milhões para compra de viaturas, coletes, computadores e arma. Isto, representa um investimento de 3,4%. Isso mesmo, só 3,4%!!! Analisando dados como estes fica mais fácil entender porque a segurança vai tão mal.

Enquanto isso, Lula...- Só neste ano o governo Lula já repassou mais de R$ 15 milhões para investimentos em segurança no Rio Grande do Sul. Ou seja, de cada R$ 5 reais gasto pelo Lula a Yeda gastou apenas R$ 1 real.

Amanhã eu volto com mais dados que demonstram as razões de o povo gaúcho viver dias tão inseguros...

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter