Cadastra-se para receber notícias
Yeda, Lair, Martini & cia

01/08/2008 12:00

Tamanho da fonte

Ainda a casa -
Interessante notar que na entrevista concedida, hoje, pelo dono da imobiliária que vendeu a mansão para Yeda, duas questões ficaram sem resposta: 1 - o empresário (Borsatto) que havia oferecido um milhão pela casa e que segundo a imobiliária era um cliente especial, sequer foi avisado quando o proprietário (Eduardo Laranja) topou vendê-la por R$ 750 mil. 2 - Borsatto garante que comunicou a imobiliária que havia conseguido reunir o dinheiro (R$ 1 milhão), mas a imobiliária diz que isto nunca aconteceu.

Lavabo caro - O blog www.rsurgente traz, hoje, uma informação interessante: diz que foi Delson Martini quem comprou as peças para montar um lavabo na mansão da governadora na rua Araruama. E que pagou quase R$ 3 mil por isso. É inevitável a piada: ô gente de mão suja, hein?

Campanha de quem? No final da tarde leio em Zero Hora que a Polícia Federal não acredita na versão de Lair Ferst de que os R$ 200 mil que ele tentou sacar no banco esta semana seriam para despesas pessoais. Eu também não. Aliás, que despesas pessoais custam R$ 200 mil? Mas o pior é que a PF confirma ter informações de que o lobista que já é réu no processo da fraude do Detran, continua fazendo articulações políticas no PSDB. Daí que a suspeita sobre o dinheiro é de que ele seria usado em camapanhas eleitorais. Só resta saber campanha de quem. De todo modo, é de estarrecer a desfaçatez de Lair Ferst. É muita cara de pau.

Jaguar - Dizem-me que o Jaguar com o qual o ex-secretário Delson Martini anda desfilando (e que servia para levar Yeda aos chás do shopping Moinhos de Vento), foi comprado de alguém muito enrolado financeiramente. Vou atrás...

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter