Cadastra-se para receber notícias
“Como no Fórum Social, Copa faz do RS um Estado cosmopolita”, diz Bohn Gass

20/06/2014 07:33

Tamanho da fonte

“Como no Fórum Social, Copa faz do RS um Estado cosmopolita”, diz Bohn Gass

Depois de ter sido visitado por milhares de torcedores franceses e hondurenhos na semana passada, o Rio Grande do Sul, agora, está pintado de laranja e amarelo. São os torcedores das seleções da Austrália e da Holanda que ocupam as principais ruas da Capital, Porto Alegre, à espera da partida que acontece nesta quarta-feira (18), às 13h, no estádio do Internacional, que os gaúchos chamam carinhosamente de “Gigante da Beira-Rio”.

Na manhã que antecedeu ao jogo, o Largo Glênio Peres, em frente ao Mercado Público, transformou-se em território holandês. Cerca de cinco mil torcedores participaram do “Orange Square”, evento organizado pela Federação Holandesa de Futebol com apoio do Comitê Local da Copa. Os torcedores da “Laranja Mecânica” concentraram-se no local e, desde as primeiras horas do dia, dançaram e cantaram comandos por DJs holandeses e franceses. Há cerca de dois dias, também chegaram os australianos que se confundem com a torcida brasileira por conta do uniforme  de tom amarelo como o do Brasil.

 “Os gaúchos vivem dias alegres, de congraçamento. Só vimos algo parecido quando sediamos as edições do Fórum Social Mundial. Mesmo assim, na Copa o número de turistas é maior e os blocos de torcedores reunidos nas esquinas, nos bares, em frente aos hotéis e no caminho do estádio, nos dão a sensação de que, somos sim, um povo cosmopolita, capaz de receber bem e manter relações cordiais com qualquer visitante de qualquer lugar do mundo”, destaca o deputado gaúcho Elvino Bohn Gass, vice-líder da bancada federal do PT.

O Rio Grande do Sul é a base da seleção do Equador, que está hospedada no município de Viamão, há cerca de 20km de Porto Alegre. Por conta disso, muitos torcedores equatorianos também circulam pelo Estado. E como para o Beira-Rio ainda estão previstos outros dois jogos da primeira fase da Copa (Coréia do Sul x Argélia e Nigéria X Argentina) e, também, uma das partidas das oitavas de final, Bohn Gass mantém a expectativa de que a festa vai continuar por um bom tempo: “Temos informações de que os argentinos virão em grande número e vamos recebê-los como irmãos que somos. Os alertas sobre os “Barra Bravas” (torcida conhecida pelos atos violentos) não nos preocupam porque nos preparamos muito bem, policiamos as fronteiras e temos certeza de que espírito esportivo da Copa prevalecerá. Ah, e não registramos filas no aeroporto Salgado Filho e nenhum contratempo que desmereça a realização deste magnífico evento em nosso Estado”, informa o parlamentar gaúcho.

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter