Cadastra-se para receber notícias
Abono dos servidores

06/03/2009 12:00

Tamanho da fonte

O líder da bancada do PT, Elvino Bohn Gass, acredita que será possível derrubar, na próxima terça-feira (10), o veto da governadora Yeda Cruisus ao projeto de lei que abona todos os dias em que professores e policiais paralisaram suas atividades em função de reivindicações salariais. Não posso acreditar que o Poder Legislativo irá retroceder num ponto em que avançou significativamente como mediador social. O bom senso, a sensibilidade e o compromisso com o funcionamento dos serviços públicos deverão prevalecer, frisa o petista.

O parlamentar considera, ainda, que a intenção expressa pela governadora de ingressar com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal contra o abono aniquila com o esforço do conjunto da Assembleia Legislativa de construir um clima de tranquilidade no estado. Do ponto de vista político, revela arrogância, inabilidade e destempero, qualifica Bohn Gass.

Para ele, a concretização de mais esta ADIN contra os professores e policiais soa um movimento de perseguição às duas categorias, cujos vencimentos compõem a base da pirâmide salarial do Estado. Primeiro, foi uma ação contra o Piso Nacional do Magistério. Agora, uma ação contra o abono. Isso é uma clara demonstração de que a governadora se especializou em interpretar a lei contra o povo, finaliza.

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter