Cadastra-se para receber notícias
Arapongagem

16/03/2009 12:00

Tamanho da fonte

O líder da bancada do PT na Assembleia Legislativa, Elvino Bohn Gass, reúne-se nesta terça-feira (17) com o superintendente da Polícia Federal no RS, Ildo Gasparetto, para solicitar que a instituição acompanhe as investigações das denúncias apresentadas na última semana pelo ex-ouvidor da Segurança Pública do Estado, Adão Paiani.

A bancada petista quer que a PF se aproprie das informações acerca da suposta utilização de escutas telefônicas irregulares no Palácio Piratini, conforme denunciou Paiani. O sistema Guardião, da SSP, estaria sendo empregado para permitir tráfico de influência, chantagem e pressão sobre integrantes do Executivo.

Bohn Gass vai sugerir que a apuração evolua no sentido de averiguar se as escutas também foram empregadas para beneficiar integrantes das quadrilhas que operaram os esquemas de fraude investigados pelas operações Rodin e Solidária, inclusive no decorrer do processo judicial a que foram submetidos os indiciados.

Se, de fato, houve a montagem de escutas ilegais, pode-se supor que elas também tenham sido empregadas por grupos que vinham conduzindo as fraudes e que mantinham relações estreitas com o núcleo do poder no governo tucano, pondera o parlamentar. Neste caso, até mesmo o andamento das investigações e dos processos judiciais poderiam ter sido contaminados pelos interesses das quadrilhas. Nosso esforço é no sentido de provocar a Polícia Federal a continuar buscando provas para garantir máxima transparência à investigação das denúncias que Paiani, integrante deste governo, trouxe à tona, ressalta.
O encontro acontece às 17h, na sede da Superintendência da PF ( Avenida Ipiranga, 1365).

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter