Cadastra-se para receber notícias
Suinocultura

08/05/2009 12:00

Tamanho da fonte

O líder da bancada do PT na Assembleia Legislativa, deputado Elvino Bohn Gass, disse, nesta sexta-feira, durante o Seminário Regional de Suinocultura realizado em Tenente Portela, que "ao chamar de gripe suína a doença respirátoria causada pelo vírus A(H1N1), a imprensa e mesmo alguns organismos oficiais, estão prestando um profundo desserviço à categoria suinícola". Segundo ele, o que poderia ser apenas um descuido semântico, na verdade, tem um efeito devastador para a suinocultura porque cria um clima de desconfiança sobre o consumo da carne e dos derivados suínos o que afeta, diretamente, as vendas do setor. "O prejuízo, embora ainda não calculado, já vem sendo sentido pelos produtores gaúchos que, além da gripe, tem enfrentado dificuldades na exportação por causa da crise financeira mundial".

Para Bohn Gass, uma das poucas notícias positivas salientadas no seminário de Tenente Portela foi a inclusão da suinocultura no programa Mais Alimentos do governo Lula. "Quando levamos esta reivindicação ao ministro Guilherme Cassel (do Desenvolvimento Agrário), tínhamos a convicção de que era justo estender os benefícios do programa aos suinocultores familiares para que eles pudessem realizar benfeitorias em suas propriedades e comprar equipamentos. Pelo que ouvi aqui, hoje, estávamos certos. Os produtores estão satisfeitos."

O deputado chama a atenção, ainda, para outro fator que pode representar perdas para os suinocultores: a estiagem. Ele lembra que o principal alimento dos suínos é o milho, cultura que tem sido fortemente afetada pela falta de chuvas em todo o Estado. "Se a produção local não for suficiente, teremos de importar milho e isto vai elevar o preço do grão e, por consequência, o custo de produção. Precisamos estar alertas".

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter