Cadastra-se para receber notícias
Plenário

19/05/2009 12:00

Tamanho da fonte

Com a afirmação de que as enfermeiras, os técnicos e os auxiliares de enfermagem constituem a maior e mais qualificada força de trabalho da saúde do Brasil, com cerca de 1 milhão e 300 mil profissionais, o líder da bancada do PT, deputado Elvino Bohn Gass, homenageou a categoria na sessão desta terça-feira na Assembleia Legislativa. Bohn Gass lembrou que, apesar da importância destes profissionais, eles ainda não têm o devido reconhecimento "nem social, nem salarial como os homens e mulheres que fazem acontecer, de fato, o atendimento aos usuários da saúde".

O líder do PT chamou os enfermeiros de "verdadeiros profissionais do cuidado, verdadeiros profissionais da vida" porque, segundo Bohn Gass, "é deles a mão amiga que se oferta ao paciente a qualquer momento do dia ou da noite e o ouvido atento a toda a sorte de queixumes dos que procuram atendimento e são eles que garantem a companhia consoladora na solidão da enfermidade, nas horas de preocupação e, até mesmo, nos momentos de desespero."

Destacando o papel fundamental do Sindicato dos Enfermeiros do Rio Grande do Sul (Sergs), que tem cerca de 9 mil filiados, Bohn Gass definiu como "digna e valorosa" a forma como a presidente Nelci Dias e sua direção conduzem o trabalho na entidade. E fez, ainda, uma homenagem à Edma e Marcos Valadão, um casal de enfermeiros que tinha forte atuação sindical no Rio de Janeiro até ser vítima de uma emboscada. "São dois mártires brasileiros que se dedicaram à luta por uma enfermagem ética e por sua representação democrática, por condições de trabalho e remuneração mais dignas para os profissionais desta área. Suas mortes precisam ser esclarecidas e nós, aqui do Rio Grande do Sul, apelamos às autoridades fluminenses para que envidem todos os esfoços neste sentido".

O deputado disse, também, que a Federação Nacional dos Enfermeiros (FNE) gravou seu nome na história do país pela atuação em defesa do reconhecimento da universalização do direito à saúde e do Sistema Único de Saúde como a melhor e mais justa política pública para garantir esta conquista.

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter