Cadastra-se para receber notícias
Emater

02/06/2009 12:00

Tamanho da fonte

No dia em que a Emater/Ascar completa 54 anos no Rio Grande do Sul (foi fundada em 2 de junho de 1945), o Coordenador da Frente Parlamentar em Defesa da Extensão Rural e líder da bancada do PT, deputado Elvino Bohn Gass, usou a tribuna para homenagear a empresa. Depois de ressaltar que o trabalho da Emater vai muito além da transmissão de conhecimento técnico, Bohn Gass disse que os extensionistas são os parceiros mais próximos dos produtores porque são eles que estão presentes no dia-a-dia destes trabalhadores. Bohn Gass pediu, ainda, que fosse incluída nos anais da Assembleia Legislativa, uma carta escrita pelo presidente da Associação dos Servidores da Ascar-Emater (ASAE), Gervásio Paulus, com a denúncia de que em mais de 100 municípios do Estado, todo o trabalho de extensão rural e assistência técnica é feito, hoje, por apenas um funcionário e que a redução orçamentária imposta pelo Governo do Estado tem interferido na qualidade do serviço prestado.

"Assino embaixo desta manifestação. Se queremos realmente homenagear a Emater, se a consideramos fundamental para a agricultura, especialmente a familiar, temos de cobrar do governo Yeda que reestruture a capacidade da empresa. Para isso, deve-se recompor o quadro funcional urgentemente e aumentar a dotação orçamentária. Caso contrário, todo o discurso deste governo de apoio à agricultura não passará de mera retórica," disse Bohn Gass.

Na carta da ASAE, Gervário Paulus diz o seguinte: "...vemos que existe uma redução orçamentária e falta de gente..." e, ainda, "precisamos, urgentemente, resgatar a nossa capacidade operativa. Temos um conjunto muito amplo e complexo de trabalhos, que se traduzem em programas, projetos e atividades, os quais necessitam ser planejados, coordenados, articulados com as instituições parceiras, executados e muitas vezes monitorados, em nível estadual regional e municipal. Isso inclui tanto atividades de Assistência Técnica e Extensão Rural propriamente ditas, quanto os serviços de Classificação e Certificação, além das atividades de suporte e apoio. Por isso é estratégico promover a reposição imediata de colegas, em todos os níveis da estrutura de nossa casa, seja no âmbito municipal, regional ou do escritório central. Igualmente, é fundamental que os trabalhadores, que sem dúvida vestem a camiseta da instituição e constituem o patrimônio maior da Emater-RS/Ascar, sintam-se valorizados e reconhecidos, pois mais do que melhores salários, a elevação da auto-estima é um fator potente de estímulo para o trabalho e o alcance de objetivos..."

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter