Cadastra-se para receber notícias
Comissão consegue compromisso de empenho do chefe da Casa Civil pela reversão da transferência de Daniel Gorski

06/05/2010 04:30

Tamanho da fonte

[caption id="attachment_2126" align="aligncenter" width="300" caption="Bercílio recebe abaixo assinado pela permanência de Gorski em Salvador das Missões"]http://www.bohngass.com.br/wp-content/uploads/2010/05/DG1.jpg">http://www.bohngass.com.br/wp-content/uploads/2010/05/DG1-300x225.jpg" alt="" width="300" height="225" />[/caption]

A luta pela manutenção do técnico da Ascar/Emater, Daniel Gorski, no município de Salvador das Missões teve mais um capítulo importante. Na manhã desta quinta-feira (06/05), a comissão Pluri-partidária que coordena um movimento em favor do profissional reuniu-se com o chefe da Casa Civil do governo Yeda Crusius, Bercílio Silva. Eles conseguiram o compromisso do secretário de conversar pessoalmente com a presidente da Emater, Águeda Marcéi Mezzomo para tentar reverter a transferência de Gorski.  O técnico foi transferido de forma arbitrária do município de Salvador das Missões para a vizinha cidade de Sete de Setembro em abril passado. Segundo a comissão, trata-se de perseguição política porque Gorski tem forte atuação sindical e é identificado com o PT. Por essa razão, no dia 19 de abril, centenas de agricultores familiares fecharam as principais ruas do centro da cidade com tratores e máquinas, num protesto histórico contra a transferência do técnico da Emater. "Levamos ao governo Yeda toda a força da manifestação em Salvador das Missões para mostrar que a comunidade respeita, reconhece, admira os serviços do Daniel e não vai tolerar nenhum tipo de discriminação com a ideologia que ele segue", resumiu o assessor parlamentar Jeferson Fernandes, que representou o deputado Elvino Bohn Gass (PT) na audiência em POA.


A Comissão Pró- Daniel Gorski entregou a Bercílio Silva uma cópia de um documento com mais de 1500 assinaturas pela manutenção do técnico no escritório local da Emater. "Mais de 80% dos agricultores de Salvador das Missões constam neste abaixo assinado. O próprio prefeito e lideranças do PMDB assinaram essa lista. Então, não é ação partidária, é o repúdio sincero de uma comunidade à represália política de um governo contra um cidadão cujo trabalho é valoroso para o município", disse Bohn Gass, que participou ativamente da mobilização realizada em Salvador das Missões. "É uma causa muito justa em defesa de um trabalhador digno. Por isso, seguiremos lutando até que tenhamos o desfecho favorável que a comunidade e o técnico merecem", concluiu Jeferson Fernandes.
Participaram da audiência na Casa Civil ainda Luís Carlos Kotz; Clarício Damke; Samuel Schneider, Lisiane Cunha, Otto Frantz; o representante do Sindicato da categoria – Semapi, Paulo Mendes Filho, além de representantes da Associação dos Servidores da Ascar/Emater.

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter