Cadastra-se para receber notícias
Bohn Gass quer ajudar a comunidade de Giruá a buscar alternativas que revertam decisão do STF sobre o SUS

22/06/2010 05:36

Tamanho da fonte

Bohn Gass quer ajudar a comunidade de Giruá a buscar alternativas que 
revertam decisão do STF sobre o SUS

Bohn Gass quer ajudar a comunidade de Giruá a buscar alternativas que revertam decisão do STF sobre o SUS

No último sábado,  (19/06), o líder da bancada petista, deputado estadual Elvino Bohn Gass participou de audiência pública em Giruá. Na pauta do encontro, que ocorreu na Câmara de Vereadores do município, a polêmica decisão do Supremo Tribunal Federal, que autorizou o pagamento de diferença de classe a usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) e emissão de nota, por estas entidades. A reunião contou com a presença do prefeito, Ângelo Fabiam Duarte Thomas, da vereadora Marlise Weschenfelder (PP), que foi proponente do encontro, da coordenadora do Centro de Reabilitação do Hospital São José, Simone Bonfanti, do secretário Municipal de Saúde, Marcelo Calai Ferraz e do vereador Maurílio Borges de Matos (PT).

[caption id="attachment_2388" align="alignright" width="300" caption="Bohn Gass busca soluções para reverter decisão sobre o SUS"]http://www.bohngass.com.br/wp-content/uploads/2010/06/Girua.jpg">http://www.bohngass.com.br/wp-content/uploads/2010/06/Girua-300x225.jpg" alt="" width="300" height="225" />[/caption]

Na oportunidade, Bohn Gass colocou-se à disposição da comunidade para ajudar a construir uma mobilização que contribua para reverter a decisão do Tribunal. "Esta determinação ameaça o sistema de Saúde pública como um todo porque, na prática, institucionaliza a diferenciação entre ricos e pobres e reativa o fura-fila nos atendimentos do SUS. Isso é um retrocesso", destacou o petista. Ele lembrou que o presidente americano Barack Obama está usando o SUS brasileiro como referência para implantar um sistema público nos Estados Unidos. "O nosso Sistema Único ainda está aquém do ideal para a saúde pública. Mas tem aspectos muito positivos que são reconhecidos lá fora. Não é razoável este desmantelamento do SUS. È preciso sim melhorar o Sistema", opinou o parlamentar.
Segundo o prefeito, o município pretende resistir a decisão judicial, se for preciso, até que se encontre uma solução consistente para o caso. "Giruá será uma trincheira na região contra essa tentativa de descaracterização do SUS", afirmou Fabiam Thomas, que confidenciou estar disposto até a pagar multa diária pelo descumprimento da determinação do STF no município. No momento, Giruá já tem o apoio do Ministério Público Estadual, do Núcleo de Saúde da Federação das Associações de Municípios do RS (Famurs), da Prefeitura de Porto Alegre, da Secretaria Estadual de Saúde do RS (Assedisa) e do Conselho Estadual de Saúde (CES/RS), já que a decisão abre precedente para que outros municípios sejam enquadrados. 
Na quarta-feira (23/6), Bohn Gass acompanha o tema, que volta a ser discutido em audiência pública na Assembléia Legislativa do RS. A reunião acontecerá no Plenarinho da Casa, 3º andar do Legislativo.

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter