Cadastra-se para receber notícias
A proposta do Governo Tarso de aumento salarial para professores

27/02/2012 04:28

Tamanho da fonte

A proposta do Governo Tarso de aumento salarial para professores

“Não há, na história do magistério gaúcho, governo que tenha dado aumento maior”, assegurou o chefe da Casa Civil do governo do Estado, Carlos Pestana, durante entrevista coletiva na tarde da última sexta-feira (24) para expor o calendário de pagamento dos reajustes salariais dos professores, ativos e inativos.

No início da tarde, o governo entregou a proposta ao Cpers. Prosseguindo com a política de aumentos com ganho real - acima da inflação -, até novembro de 2014 o Executivo terá concedido ao magistério 76,68% de reajuste salarial e alcançado o piso nacional de R$ 1.260,22.

Em janeiro do ano passado, o vencimento básico dos professores contratados por 40 horas semanais era de R$ 713,26. Em novembro de 2014 será de R$ 1.260,29. Para os professores em final de carreira, com contrato de 40 horas, o básico era de R$ 3.209,58 em janeiro de 2011 e será de R$ 5.671,34 em novembro de 2014.

O impacto financeiro dessa proposta significa um investimento de R$ 2,5 bilhões, superior aos R$ 2 bilhões reservados pelo governo no Plano Plurianual (2012-2015). “Este é o maior investimento aqui já feito por governos estaduais”, afirmou Pestana. O secretário da Educação, José Clóvis de Oliveira, que é professor e ex-dirigente sindical do magistério, destacou que “este é um momento importante, de resgate da educação, que certamente terá um impacto positivo na qualidade do ensino no estado”.

Calendário

A nova proposta, que está na Assembleia para votação nesta quinzena, acrescenta mais 23,5% em correções em maio e novembro deste ano e fevereiro de 2013. Os outros 28,98% serão concedidos em novembro de 2013, maio e novembro de 2014.

“No último governo o reajuste foi de 6%. Nós estamos dando 12 vezes mais”, destaca Pestana. Em maio de 2014, o governo voltará a negociar com os professores.

Os índices propostos:
 

Evolução para chegar ao valor do Piso Nacional (Básico 40h):

Data

Índice

Valor pago

O que falta para o piso

Dezembro 2011

10,91%

R$ 791,08

R$ 396,89

50,17%

Maio 2012

9,84%

R$ 868,92

R$ 391,27

45,02%

Novembro 2012

6,08%

R$ 921,75

R$ 338,44

36,71%

Fevereiro 2013

6%

R$ 977,05

R$ 283,14

28,97%

Novembro 2013

6,5%

R$ 1.040,55

R$ 219,64

21,10%

Maio 2014

6,5%

R$ 1.108,18

R$ 152,01

13,72 %

Novembro 2014

13,72%

R$ 1.260,22

-

-

 

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter