Cadastra-se para receber notícias
Governo Tarso dá fim às salas de aula superlotadas

23/02/2011 01:12

Tamanho da fonte

Deputados Bohn Gass e Jeferson Fernandes comemoram ações das CREs que já melhoram as condições de ensino nas escolas da região

As Coordenadorias de Educação da região já estão promovendo estudos para reverter os processos de enturmação e multisseriação a que o governo Yeda submeteu as escolas estaduais. Com mandatos parlamentares que tem a qualidade da educação como prioridade, os deputados Elvino Bohn Gass e Jeferson Fernandes, ambos do PT, acompanham de perto a reversão das imposições do governo anterior e já comemoram a reabertura de turnos e turmas na região.

"A boa nova é que para o governo Tarso, ao contrário do que determinava o governo Yeda, 35 deve o ser o número máximo, e não mínimo, de alunos por turma", diz o deputado federal Elvino Bohn Gass. Já para o deputado estadual Jeferson Fernandes, "a enturmação prejudica o aprendizado e dificulta o trabalho do professor". Embora a Secretaria Estadual de Educação ainda não tenha concluído seus estudos, um levantamento, realizado pelas assessorias dos mandatos dos dois deputados, constata que, ao menos na região, a média de alunos por sala de aula deve ficar entre 20 e 25.

Segundo Ilse Bamberg, coordenadora da 17ª CRE de Santa Rosa, a orientação geral é não fechar nenhuma escola. "Por isso, em alguns raros casos, a multisseriação será mantida, já que o número de educandos em cada série é muito baixo. Mas essa será a exceção, e não a regra", completa. A coordenadora das Regionais da SEC, Carmen Pereira, afirma que a prioridade é a qualidade dos processos pedagógicos, a partir da análise da realidade de cada local. "Em pequenas escolas rurais, a multisseriação entre alunos de faixas etárias próximas pode fazer parte do projeto, já que permite trocas entre os alunos com enfoque no desenvolvimento local."

Na 17ª CRE de Santa Rosa:

* reativação do segundo turno nas escolas Mercedes Motta e Erico Verissimo, de Santa Rosa; Andrey Marusiak e Rio Sem Peixe em Campina das Missões

  • desmultisseriação nas escolas Carlos Gomes, de Horizontina, Vanguarda, de Alecrim, Andrey Marusiak e Rio Sem Peixe, de Campina das Missões, Andréa Parise, de Tuparendi, Santo Humberto, de Boa ista do Buricá, Santa Terezinha, de Santo Cristo e Duque de Caxias, de Giruá

Na 36ª CRE de Ijuí:

  • já está sendo providenciada a reabertura do turno da manhã do Neeja que vinha funcionando apenas à tarde e à noite

Na 21ª CRE de Três Passos:

  • planejada para o segundo semestre a reabertura da Escola de Formação Indígena, na localidade de São Valério. Criada no governo Olívio, fechada a partir do governo Rigotto, a escola forma professores bilíngues

Na 32ª CRE de São Luiz:

* reabertura de mais um turno em quatro escolas rurais nos municípios de Santo Antônio das Missões, Bossoroca, Porto Xavier e Rolador * adequação de turnos em quatro escolas de São Luiz Gozaga (turmas do Ensino Médio que funcionavam à tarde, passaram para o turno da manhã, a pedido da comunidade, adequando a realidade da comunidade

As escolas que reativamos o segundo turno foram: Em Santa Rosa:
  • E.E.E.F. Mercedes Motta
  • E.E.E.F. Erico Verissimo
Em Campina das Missões:
  • E.E.E.F. Andrey Marusiak
  • E.E.E.F. Rio Sem Peixe
As escolas que neste ano foram desmultisseriadas são:
  • E.E.E.F. CARLOS GOMES – HORIZONTINA
  • E.E.E.F. VANGUARDA – ALECRIM
  • E.E.E.F. ANDREY MARUSIAK – CAMPINA DAS MISSÕES
  • E.E.E.F. RIO SEM PEIXE – CAMPINA DAS MISSÕES
  • E.E.E.F. ANDREA PARISE – TUPARENDI
  • E.E.E.F. SANTO HUMBERTO – BOA VISTA DO BURICÁ
  • E.E.E.F. SANTA TEREZINHA – SANTO CRISTO
  • E.E.E.F. DUQUE DE CAXIAS - GIRUÁ

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter