Cadastra-se para receber notícias
Convênio entre Ouvidoria do SUS e Fetag consolida ideia de Bohn Gass e traça raio X da saúde no campo

22/03/2012 06:30

Tamanho da fonte

Convênio entre Ouvidoria do SUS e Fetag consolida ideia de Bohn Gass e traça raio X da saúde no campo

Carlos Joel da Silva (vice-presidente da Fetag, Inque Schneider (Coordenadora de Mulheres e Saúde), Luis Carlos Bolzan (Ouvidor-Geral do SUS) e o deputado Bohn Gass na assinatura do convênio

Um convênio assinado nesta quinta-feira (22/3) entre a Fetag/RS e a Ouvidoria Geral do Sistema Único de Saúde (SUS) vai levar a 50 mil agricultores familiares gaúchos todas as informações sobre o funcionamento e o acesso aos programas do SUS, as formas de financiamento do sistema e, ainda, traçar um raio X de como os serviços de saúde públicos estão sendo percebidos no meio rural do Estado.

Responsável pela aproximação entre o órgão e a entidade, o deputado Elvino Bohn Gass (PT), destaca que a realização de uma ampla pesquisa para captar o grau de satisfação e as eventuais deficiências do SUS será fundamental para que o Ministério da Saúde (a quem a Ouvidoria está vinculada) possa melhorar o atendimento nas áreas rurais. “Mas o projeto é bem mais abrangente e inclui oficinas e seminários que vão orientar os agricultores sobre tudo o que se refere ao SUS: programas, acessos e, até, cuidados e comportamentos que devem adotar para diminuir o nível de adoecimento da população do campo”.

O Ouvidor Geral do SUS, Luis Carlos Bolzan e o vice-presidente da Fetag/RS, Carlos Joel da Silva,  assinaram o convênio que, num primeiro momento, levará o projeto chamado de “Saúde dos trabalhadores e das trabalhadoras rurais, formação, informações e constatações na perspectiva de qualidade de vida na roça” à duas regionais da Fetag: Serra do Alto Taquari e Vale do Taquari.

Segundo Inque Schneider, Coordenadora de Mulheres da Fetag e responsável pelas áreas de Saúde e Educação, as oficinas e seminários terão como temas “Gênero e Geração”, “Papel da Ouvidoria como Instrumento de Cidadania”, “Fitoterápicos” e “Prevenção”. Para esta primeira fase, que engloba 37 sindicatos de trabalhadores rurais, o Ministério da Saúde repassará à Fetag, recursos da ordem de R$ 80 mil.

A Ouvidoria do SUS está orientada para buscar a aproximação entre o Ministério da Saúde e as populações com maior dificuldade de acesso ao sistema. O convênio com a Fetag cumpre esta orientação.

João Manoel de Oliveira – maneco1313@gmail.com – (61) 9303 0591

 

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter