Cadastra-se para receber notícias
VOTO SIM À DENÚNCIA CONTRA TEMER. NÃO OBSTRUIREI A JUSTIÇA

06/07/2017 07:38

Tamanho da fonte

VOTO SIM À DENÚNCIA CONTRA TEMER. NÃO OBSTRUIREI A JUSTIÇA

Pronunciamento do deputado Bohn  Gass em 6 de julho de 2017 na Câmara Federal:

"Senhores deputados e senhoras deputadas,

daqui a uns dias, nós, deputados, teremos de responder a uma pergunta do Supremo Tribunal Federal.

A pergunta é: vocês, deputados e deputadas, permitem que nós, ministros do Supremo, processemos e julguemos Michel Temer?

Vejam bem: nosso voto NÃO SERÁ SE QUEREMOS CONDENAR ou ABSOLVER Temer.

Não! Nosso voto será apenas se concordamos que Temer seja processado e julgado pela suprema corte da Justiça brasileira.

Nossa resposta é MUITO importante: por que é o momento de o Poder Legislativo dizer se confia, ou não confia, no Poder Judiciário.

Sim, senhores e senhoras: é isso o que estaremos respondendo.

Porque a sentença, seja ela qual for, não será dada por nós.

A acusação é de crime comum e, portanto, este NÃO É um julgamento político, é um julgamento técnico.

Então, o que o nosso voto vai responder é se acreditamos que o Supremo vai fazer justiça com Temer.

Eu pergunto aos senhores: acreditamos?

Confiamos que o processo obedecerá a todos os preceitos legais?

Será dado a Temer, como deve ser dado a qualquer cidadão, o pleno direito de defesa?

Se a nossa resposta for sim, estaremos apenas dizendo para a Justiça: faça seu trabalho.

Mas se negarmos o pedido do Supremo, bem, aí, estaremos dando um recado muito grave ao povo brasileiro...

Estaremos dizendo: cidadãos e cidadãs do Brasil, não confiem no Supremo Tribunal Federal. Porque nós, deputados, não confiamos.

De minha parte, por mais dúvidas e incompreensões que eu possa ter diante de algumas decisões judiciais, não vejo como dizer não ao Supremo.

Entendo que votar não, nesse caso, é impedir a justiça de cumprir o seu papel. É obstruir a justiça. E esse crime eu não cometerei.

Muito obrigado."

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter