Cadastra-se para receber notícias
BOHN GASS: "ORÇAMENTO 2018 DE TEMER DESTRÓI AGRICULTURA FAMILIAR"

05/09/2017 06:31

Tamanho da fonte

BOHN GASS: "ORÇAMENTO 2018 DE TEMER DESTRÓI AGRICULTURA FAMILIAR"

Único deputado gaúcho titular da Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional, Elvino Bohn Gass (PT) vê cortes absurdos na agricultura familiar no projeto de Orçamento para 2018 enviado pelo governo Temer. Sobre isso, Bohn Gass fez manifestação no Plenário da Câmara em 5 de setembro de 2017:

"Senhoras e senhores,

eu venho dizendo há tempos que Temer está acabando com a agricultura familiar brasileira.

Agora, o orçamento 2018, traz números que não deixam dúvidas.

Para assistência técnica e a extensão rural, vitais nas pequenas propriedades, foram 607 milhões em 2015 e para 2018 serão 133 milhões = 78,1% a menos!

No Programa de Aquisição de Alimentos, que garante mercado, eram 609 milhões em 2015. Sabem quanto Temer prevê para 2018? 750 mil. Isso mesmo: menos 99,9%. Seria mais honesto se assumissem que estão extinguindo o PAA.

Mas esse desprezo não é novo. Já no 1º dia pós golpe extinguiram o MDA.

Agora, o orçamento comprova: redução geral de um quarto das verbas.

Outra crueldade: programas de agroecologia, produção de sementes e agroindústrias, vão perder 88% dos recursos.

Ora, em qualquer lugar do mundo, o Estado subvenciona a agricultura.

Mas Temer quer reduzir a subvenção do Pronaf de 7,8 para R$ 4,8 bilhões.

 

Esse corte, de quase 40%, atinge diretamente os financiamentos públicos.

 

Então, com um quarto de recursos gerais a menos / com 78% a menos de recursos para ATER / com a fomento reduzido drasticamente / com baixa subvenção e - sem o PAA, sabem o que vai acontecer?

A miséria volta ao campo e os jovens fogem para as cidades.

Primeiro eles, depois os pais deles.

Cai a produção de comida que fica mais cara e compromete a segurança alimentar do país.

Sabem onde tudo isso vai parar? Nas periferias miseráveis das regiões metropolitanas onde o crime organizado captura quem não tem futuro.

Gente, um país que despreza sua população rural, é um país que produz mais desemprego, que produz mais fome, que produz mais violência.

É um país suicida!

Muito obrigado.”

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter