Cadastra-se para receber notícias
Bohn Gass pede ao novo presidente do DAER agilidade em estradas de Porto Vera Cruz, Cel. Bicaco e Ajuricaba

11/12/2012 12:47

Tamanho da fonte

Bohn Gass pede ao novo presidente do DAER agilidade  em estradas de Porto Vera Cruz, Cel. Bicaco e Ajuricaba

Bohn Gass: primeira audiência com o novo presidente do DAER, Carlos Eduardo de Campos Vieira

A primeira audiência oficial do novo presidente do DAER, Carlos Eduardo Campos Vieira, foi concedida ao deputado federal Elvino Bohn Gass (PT) na  segunda-feira (11). Bohn Gass pediu que o departamento tome medidas urgentes em estradas dos municípios de Porto Vera Cruz, Coronel Bicaco e no trecho entre Ajuricaba e Palmeira das Missões.

No caso de Porto Vera Cruz, a obra requisitada é a ligação asfáltica com a BR 472. “É mais uma obra que o governo Yeda começou, sabendo que não teria dinheiro para terminar. Em 2010, dias antes da eleição estadual, fizeram uns 300m de terraplanagem depois abandonaram. O governo Tarso está reajustando o contrato com a empreiteira contratada à época”, relata Bohn Gass. A Prefeita Vanice Matos também esteve em Porto Alegre esta semana para, mais uma vez, reivindicar a continuidade da estrada. A expectativa é de que os trabalhos possam ser retomados já no início de 2013.

O asfaltamento da Avenida Presidente Vargas em Coronel Bicaco também tratado por Bohn Gass com o DAER. “Dos cerca de 1.000m na principal via urbana do município, 300m já foram preparados. Precisamos concluí-la”, pediu o deputado. O vereador João Francisco Marques Brasil, o Joãozinho, foi quem levou à solicitação a Bohn Gass. O DAER estuda a possibilidade de retomada da obra no prazo mais curto possível.

O terceiro pedido de Bohn Gass à Vieira foi para que se providencie o cascalhamento urgente do trecho da RS 514 entre Ajuricaba e Palmeira das Missões. “A partir de Ajuricaba, os primeiros 15 quilômetros estão quase intransitáveis”, disse Bohn Gass ao novo presidente do DAER. O prefeito eleito Airton Luís Cossetin lembra que por aquela estrada trafegam ônibus, transporte escolar, a produção de leite do município e, ainda, todo o serviço de duas cooperativas. “É barro de terra vermelha e buraco por todo lado. Há risco para os motoristas e precisamos de melhorias para ontem”, finaliza o prefeito. Vieira ficou de manter contato com a Unidade do DAER de Cruz Alta, responsável pela estrada, para verificar o que pode ser feito emergencialmente.

 

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter