Cadastra-se para receber notícias
Bohn Gass pede que novo ministro da Agricultura e Congresso mantenham suinocultura como prioridade

25/03/2013 02:14

Tamanho da fonte

Bohn Gass pede que novo ministro da Agricultura e Congresso mantenham suinocultura como prioridade

Em seu primeiro encontro com o novo ministro, Bohn Gass pediu atenção total à suinocultura (ao fundo, Valdecir Folador, presidente da Associação de Criadores de Suínos do RS), que acompanhou a conversa

Ainda mais atenção ao porco. Esta é a síntese do pedido que o deputado federal Elvino Bohn Gass (PT/RS) levou ao novo ministro da Agricultura, Antônio Andrade, que substituiu o gaúcho Mendes Ribeiro Filho.   “Muito já tem sido feito, mas precisamos ainda mais. Queremos, por exemplo, a parceria do ministro para buscar mais investimentos públicos na suinocultura, manter o diálogo com vistas à renegociação das dívidas dos produtores, avançar na formação do Fundo Garantidor que vai estabilizar as operações de crédito e, ainda, garantir o abastecimento de milho para esta cadeia” afirmou Bohn Gass.

                        Segundo o deputado, ideias com a desoneração do PIS/Cofins não só sobre a carne, mas sobre toda a cadeia suinícola, devem ser avaliadas pelo governo como possibilidade de baratear o custo ao consumidor. “O alto valor nutricional, a versatilidade do consumo, a facilidade de aquisição e a ótima qualidade de produção são argumentos fortíssimos que podem sustentar uma campanha institucional conjunta de produtores e governo com vistas ao aumento do consumo da carne suína no Brasil”, resumiu o parlamentar ao novo ministro.

            No âmbito do Congresso Nacional, Bohn Gass já se manifestou sobre a importância de projetos que qualificarão a relação entre produtores integrados e as agroindústrias. O deputado vem atuando pela celeridade de quatro iniciativas:

- PL 8023/2010 e PL 330/2011 - que estabelecem condições e obrigações nas relações contratuais entre produtores integrados e agroindústrias integradoras

- PL 7416/2010 - que inclui na carne suína na Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM)

- 5194/2005 – que dispõe sobre a remessa de informações periódicas ao Ministério da Agricultura sobre a qualidade e outras características dos suínos adquiridos para abate.

            “Devemos reconhecer que os produtores têm feito a sua parte. Trabalham na melhoria da qualidade do produto com investimentos para reduzir a gordura da carne, modernizar instalações, melhorar o manejo, os cuidados sanitários e aproveitar os dejetos. Governo e Congresso Nacional precisam ajudar”, finalizou Bohn Gass.

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter